A cada nova temporada, algumas tendências se firmam, e outras reaparecem com força total. Devido a isso, algumas peças se tornam atemporais, enquanto outras reaparecem e se misturam em meio as novidades. Nesse contexto, os diversos tipos de couro se destacam. Isso porque esse material é muito versátil, elegante e de alta durabilidade.

Para quem procura estilo e qualidade, o ideal é investir em itens fabricados em couro legítimo. Com tantas tendências em moda, é preciso estar atento na hora de adquirir algo novo. Além do preço, a durabilidade da peça deve ser considerada na escolha. Bolsas, carteiras, sapatos e peças do vestuário em couro se tornam um excelente investimento a longo prazo, pois o material faz com eles durem por mais tempo.

Se você tem dúvidas sobre os tipos de couro disponíveis no mercado e quais as suas principais características, basta continuar a leitura do post para ficar por dentro da tendência!

tipos de couro

Couro legítimo

O couro legítimo é um material bastante resistente e que se caracteriza por ser a pele de um animal que passou pelo processo de curtimento. O tipo mais conhecido e popular é de origem bovina, mas o couro de cobra ou de jacaré também existe e costuma ser muito apreciado.

O couro bovino, por ser bastante acessível, é utilizado na confecção de peças de roupa, acessórios e estofados. Além disso, ele pode ser tingido e encontrado em diversas estampas, representando as características de outros animais, por exemplo.


Camurça

A camurça é um tipo de couro bastante versátil que também pode ser derivado da pele de diversos animais. O processo de curtimento acontece na parte interna da pele do animal.

Após diversos tratamentos químicos, a camurça se torna um couro que une versatilidade e maciez em um mesmo produto. A padronagem também pode ser encontrada em roupas, sapatos e estofados.


Couro ecológico

O couro ecológico também possui origem animal, mas seu processo de curtimento é diferente. Em sua produção há uma redução no uso de metais pesados, como o cromo.

O tratamento do couro ecológico é basicamente composto por taninos vegetais. Essas substâncias tornam as proteínas existentes na pele mais resistentes à decomposição. Além disso, por utilizar menos água em sua produção, o material também se torna menos poluente.


Couro sintético

Apenas o couro de origem animal pode ser chamado de couro, mas é muito comum encontrarmos peças fabricadas no que é chamado de couro sintético. O maior problema é que este material não possui muita qualidade.

É impossível comparar o couro sintético com o legítimo, pois ele não apresenta a mesma resistência e impermeabilidade. No geral, o couro sintético é de baixa durabilidade, possui menor resistência e, ao longo do tempo, apresenta com mais facilidade marcas e rachaduras.


Os diferentes tipos de couro necessitam de cuidados especiais para que permaneçam com uma boa aparência. Hidratar as peças com produtos específicos é fundamental para manter as suas características e o seu brilho.

Com tantos tipos de couro, a dica para quem procura investir em uma peça durável, versátil e atemporal é investir na compra de objetos fabricados em couro legítimo. Trata-se de um investimento certeiro, pois as peças fabricadas, quando armazenadas e cuidadas da forma correta, preservam a sua aparência original por um longo tempo.

Pretende comprar uma peça fabricada em couro? Que tal começar por uma bolsa de couro? Veja em nosso artigo motivos para ter a sua!

2 comentários

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.