A competitividade do mercado de trabalho exige diferentes qualificações. Além da experiência profissional, a formação acadêmica e os cursos complementares fazem toda a diferença no currículo. Nesse contexto, após se formar na universidade, a melhor maneira de dar continuidade aos estudos é encontrar um curso de pós-graduação.

A Especialização e o MBA, considerados “lato sensu”, são cursos mais práticos, de curto prazo e focados em uma determinada área. Já o Mestrado e o Doutorado, ambos “stricto sensu“, são cursos de longa duração e mais voltados para pessoas que pretendem se tornar pesquisadoras ou professoras universitárias.

Entre tantas opções, muitas vezes surgem algumas dúvidas sobre como fazer uma especialização, qual curso escolher, os valores e a duração.

Está em busca de uma especialização e não sabe como realizar essa escolha? Continue a leitura do nosso post e veja quatro dicas que poderão te ajudar! 🙂

como fazer uma especialização

1. Trace seus objetivos

Na maioria das vezes, quando decidimos fazer uma especialização, estamos à procura de um desenvolvimento pessoal ou profissional. Assim, é preciso traçar alguns objetivos para que os resultados a ser alcançados façam a diferença em nossa vida.

Uma especialização dura em média dois anos. Além de expandir seus conhecimentos, ela é capaz de render uma promoção no trabalho ou ainda ajudar a alcançar novas oportunidades.

O importante é deixar claro para si mesmo como a especialização impacta a sua vida. Liste e visualize o que você almeja: ser objetivo traz motivação e impede que você desista no meio do caminho.


2. Planeje-se financeiramente

A especialização é um investimento significativo e requer um planejamento financeiro prévio, para evitar possíveis surpresas indesejadas no orçamento. Por isso, antes de definir o que cursar, pesquise quais as instituições oferecem cursos na área em que você procura se especializar.

Verifique qual a forma de pagamento se encaixa melhor no seu bolso. Algumas instituições dão descontos para o pagamento à vista e outras oferecem valores diferenciados para ex-alunos.

Além disso, lembre-se que é possível economizar. Escolher uma especialização a distância, por exemplo, diminui os gastos com transporte e combustível.


3. Analise o mercado

Uma dica importante antes de escolher uma área para se especializar é se atentar às necessidades do mercado. Pesquisar os setores relacionados à sua profissão e verificar aqueles que precisam de profissionais qualificados é uma ótima opção.

Encontre as zonas mais promissoras no seu ramo e veja em qual delas você conseguirá se destacar após concluir sua especialização.


4. Curse algo em sua área

Para que a especialização seja um diferencial na sua carreira, o ideal é escolher um curso que ofereça ferramentas inovadoras para serem trabalhadas dentro da sua área de atuação. Mesmo para quem pretende mudar de emprego, por exemplo, escolher um ramo que combine com suas experiências se mostra algo novo e desafiador.

Descobrir quais os setores que, ao mesmo tempo, combinem com seus gostos e aptidões e apresentam outras oportunidades profissionais é essencial nessa busca.


Na hora de se organizar para fazer uma especialização, o ideal é planejar com bastante calma, ter um objetivo claro e pensar sempre nas possibilidades que os estudos vão te oferecer. Além disso, não se esqueça de escolher uma instituição devidamente capacitada e reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

As nossas dicas sobre como fazer uma especialização te ajudaram a pensar melhor na hora de escolher um curso? Que tal compartilhar com seus amigos nas redes sociais? 😉

Escreva um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.