Como cuidar do couro

Beleza & Bem estar

Moda & Estilo

Como podemos ajudar a população de rua no frio?

Como podemos ajudar a população de rua no frio?

O Centro-Sul do Brasil viu as temperaturas despencarem a níveis congelantes entre o final de julho e o início de agosto, em uma das ondas de frio mais fortes da história do país. Sensação térmica congelante, geada e até mesmo a neve deram as caras em diversos Estados.

Mais de 10 municípios do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina registraram a queda de neve. Em cidades das regiões Sudeste e Centro-Oeste, como Ponta Porã (MS), Rio de Janeiro e São Paulo, o frio também chegou com força, e a população precisou se agasalhar muito mais do que o habitual para o inverno.

No entanto, muito além do espetáculo da neve e das belas paisagens proporcionadas pelo frio, o Brasil enfrenta um problema crônico que se agrava justamente no inverno: a situação dos moradores de rua. Em todo o país, estima-se que eles sejam mais de 220 mil, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). São essas pessoas que, por não terem onde dormir, sofrem ainda mais com as baixas temperaturas.

Diante disso, é fundamental que empresas, poder público e voluntários independentes unam-se em uma corrente de solidariedade, a fim de amenizar o sofrimento daqueles que vivem nas ruas. E todos nós podemos fazer a nossa parte!

Confira dicas de como auxiliar a população de rua no frio:

1. Arrecade roupas e cobertores

Você é uma pessoa ativa nas redes sociais? Se sim, basta uma publicação em seu feed para que a solidariedade se multiplique! Nesse sentido, uma excelente pedida pode ser a arrecadação independente de agasalhos e cobertores! Você, ou o grupo que está ao seu lado nesta missão, pode entregar os donativos diretamente à população de rua. Além disso, também é possível encaminhar as doações para ONGs e setores públicos de assistência social, vinculados à prefeitura do seu município.

2. Promova um sopão solidário

Outra forma de auxiliar os moradores de rua é promover um sopão solidário. Cozinheiros voluntários são fundamentais para que essa dica saia do papel! Com isso, é possível levar uma sopa quentinha e esquentar a noite dos moradores de rua que, infelizmente, sofrem com as baixas temperaturas.

3. Crie um cabide solidário

Outra forma de fazer as doações de roupas, luvas, toucas, meias e cobertores chegarem aos moradores de rua é a partir de um cabide solidário. Essa solução pode ser instalada em pontos estratégicos, principalmente em locais onde a população costuma dormir, por exemplo. Fazer com que as doações cheguem até eles de forma democrática, já que muitas vezes pessoas em situação de rua evitam contatos externos por medo ou vergonha, é fundamental!

4. Não generalize e não normalize a situação

Por fim, mas não menos importante: não banalize a situação dos moradores de rua e nem os coloque em um “pote” onde todos têm, por exemplo, envolvimento com a criminalidade. A população de rua tem histórias de vida que não se iniciaram em meio às marquises. Por isso, é fundamental termos empatia, respeitarmos os nossos semelhantes e, principalmente, estarmos atentos ao que a classe política faz para mudar situações de sofrimento como essas.

Esperamos que, a partir das nossas dicas, você também consiga adotar uma postura de cuidado e auxílio a quem mais precisa.

Dicas e cuidados que você precisa ter na Black Friday Brasil

Dicas e cuidados que você precisa ter na Black Friday Brasil

ler artigo
5 desodorantes que não deixam as roupas manchadas

5 desodorantes que não deixam as roupas manchadas

ler artigo
Carteiras de couro femininas: saiba como escolher a ideal para você

Carteiras de couro femininas: saiba como escolher a ideal para você

ler artigo

Comente este post!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.